abrasco

Discutir a extensão universitária, suas especificidades de atuação e a inter-relação desta com a pesquisa e o ensino na prática cotidiana de docentes e pesquisadores da área da Saúde Coletiva será o desafio do Segundo Simpósio da Comissão de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, que será realizado nos dias 27 e 28 de julho, no período pré-congressual do 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva e que tem como título A Extensão e as Ciências Sociais e Humanas: práxis cientifica, social e política na Saúde Coletiva.

O evento marca a continuidade do projeto político-pedagógico definido pela Comissão em janeiro de 2014, quando foi deliberada a organização de quatro simpósios para a construção do plano diretor do organismo e, assim, potencializar sua atuação e contribuições para o avanço da Saúde Coletiva e para a compreensão/transformação da realidade sócio-sanitária brasileira. O primeiro encontro ocorreu ano passado, nas prévias do IX Congresso Brasileiro de Epidemiologia, e debateu o ensino das Ciências Sociais e Humanas nas graduações e pós-graduações da área da Saúde.

Para a coordenação da Comissão, composta pelos docentes Tatiana Gerhardt (PPG Saúde Coletiva/UFRGS), Reni Aparecida Barsaglini (UFMT), Luis Eduardo Batista (Instituto de Saúde/SESP) e Maria Helena Mendonça (ENSP/Fiocruz), o simpósio pretende problematizar a articulação e imbricamento da pesquisa, ensino e extensão, contrapondo as visões hierarquizantes ou fragmentadoras em relação a estes três componentes da práxis universitária.

Entre os palestrantes no primeiro dia do encontro, estão escalados os professores Pedro José Santos Carneiro Cruz (UFPB); Roseni Pinheiro (IMS/UERJ); Monica Nunes (ISC/UFBA), e Elza Melo (UFMG) no debates sobre aplicação, implicação e engajamento em Saúde Coletiva. Na mesa da tarde, Rosana Onocko (FCM/Unicamp); Inez Montagner (UnB), e Leny Trad (ISC/UFBA) irão abordar os incentivos e limitações para a construção das interfaces universitárias. O segundo dia será dedicado ao trabalho de organização do VII Congresso da Comissão, previsto para o segundo semestre de 2016. Acesse aqui a programação completa do 2º Simpósio e veja o vídeo-convite, apresentado pelo professor Luis Eduardo Batista.

Mais atividades durante o Abrascão: Ciente de seu papel como um dos alicerces do campo disciplinar da Saúde Coletiva, a Comissão é proponente de três mesas durante o Abrascão 2015.

“O papel relevante das CSHS se expressa também na agenda contemporânea das políticas do Sistema Único de Saúde: integralidade, humanização, programas com enfoque familiar, práticas integrativas de saúde, políticas de drogas, entre outros”, aponta a Comissão, que dará relevância a parte desse temário nas mesas redondas congressuais, além de um debate sobre o produtivismo acadêmico. Confira abaixo as atividades da CCSHS e acompanhe aqui a série ‘Construindo o 11º Abrascão’, que traz a participação das Comissões, GTs, Redes, Fóruns e Comitê de Assessoramento da Abrasco:

Atividades da Comissão de Ciências Sociais e Humanas em Saúde durante o 11º Abrascão

Quarta-feira – 29/07 – Das 14h às 16h – Mesa Redonda

M19 – Direitos Humanos e desafios do SUS Universal: população encarcerada; indígenas; população em situação de rua; migrantes

Expositor: Paulo Artur Malvasi – Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP-SP)
Expositor: Lucia Maria Xavier de Castro – ONG CRIOLA
Expositor: Cássio Silveira – Universidade Federal de São Paulo (USP)
Expositora: Leny Trad – Instituto de Saúde Coletiva (ISC/UFBA)
Coordenador: Luis Eduardo Batista – Instituto de Saúde (SES-SP) e EEUSP

Sexta-feira – 31/07 – Das 14h às 16h – Mesa Redonda

M20 – Desafios éticos na pesquisa em Ciências Sociais e Humanas em Saúde e Produtivismo Acadêmico

Expositor: Iara Coelho Zito Guerriero – Universidade de São Paulo
Expositor: Kenneth Rochel de Camargo Jr – Instituto de Medicina Social (IMS/Uerj)
Expositor: Debora Diniz – Universidade de Brasília (UnB)
Coordenadora: Maria Lúcia Magalhães Bosi – Universidade Federal do Ceará (UFC)

Sábado – 01º/08 – Das 09h às 10h30 – Mesa Redonda

M18 – Violência institucional, Direitos Humanos e o agir em Saúde: desafios, dilemas e alternativas para a Integralidade do cuidado no SUS

Expositor: Roseni Pinheiro – Instituto de Medicina Social (IMS/Uerj)
Expositor: Julina Lofego Encarnação – Universidade Federal do Acre (UFAC)
Expositor: Pablo Francisco Di Leo – Universidad de Buenos Aires / CONICET (Argentina)
Coordenadora: Tatiana Engel Gerhardt – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Fonte: Abrasco

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s